Judô é um estilo de arte marcial esportiva de origem japonesa.

Como uma técnica de defesa pessoal, o judô destina-se não apenas ao desenvolvimento físico do judoca (praticante do judô), mas também o seu espírito e mente, hoje já existem várias regras de conduta e vestuário no judô. Para participar das competições, os judocas devem usar um kimono (originalmente chamado de judogi, que pode ser da cor branca ou azul) com a faixa correspondente a sua graduação.

As disputas de judô devem ser feitas num tatame – uma espécie de tapete quadrado – e o objetivo principal da luta é conquistar um ippon, para realizar um ippon, o judoca deve derrubar o adversário para que este fique imobilizado com as costas e ombros no chão por no mínimo 30 segundos.

No judo, não são permitidos golpes no rosto do adversário, no pescoço ou nas suas vértebras.

O seu criador foi o japonês Jigoro Kano que, em 1882, após pesquisar por diversos estilos de artes marcais, desenvolveu uma técnica de golpes onde o ponto chave era a inteligência acima da força física.

Na tradução literal do japonês, judô significa “caminho suave” ou “caminho da suavidade”.

A filosofia do judô está baseada nos três princípios que inspiraram Jigoro Kano: Princípio da Máxima Eficiência (Seiryoku Zen’Yo); Princípio da Prosperidade e Benefícios Mútuos (Jita Kyoei); e Princípio da Suavidade (Ju).

Em 1972, após 90 anos da sua criação, o Judô passa a ser oficialmente integrado na lista dos esportes olímpicos.